Últimas publicações

“Essa Copa é coisa do Satanás”

Em visita a locais atingidos por obras da Copa em Recife, relatora da ONU para o direito à moradia defronta-se com a angústia e a indignação das comunidades do Coque e do Loteamento São Francisco

Em São Paulo, “mulheres dizendo o que pensam são ameaça passível de uso de violência”

No mesmo dia, Polícia Militar age de forma violenta e ilegal contra mulheres em duas manifestações pacíficas diferentes.

“Essa Copa é coisa do Satanás”

Em visita a locais atingidos por obras da Copa em Recife, relatora da ONU para o direito à moradia defronta-se com a angústia e a indignação das comunidades do Coque e do Loteamento São Francisco

O humanismo revolucionário de Rosa Luxemburgo

Sem liberdades democráticas é impossível a práxis revolucionária das massas, a autoeducação popular pela experiência prática, a autoemancipação revolucionária dos oprimidos e o próprio exercício do poder pela classe trabalhadora

Divergências: modelo de desenvolvimento na pauta das esquerdas

Livro da Fundação Rosa Luxemburgo reúne críticas à visão de desenvolvimento de governos progressistas. Petista afirma que busca de um novo modelo, e não veto ao crescimento, é desafio a ser superado

“Para nós, progresso é preservar a terra”

Em visita do secretário geral da Anistia Internacional, indígenas do Mato Grosso do Sul pedem justiça.

“Rosa Luxemburgo era uma defensora apaixonada da liberdade”

Em entrevista à Fundação Rosa Luxemburgo, Isabel Loureiro retoma alguns aspectos do curso que ministrou sobre o pensamento da marxista alemã.

Outro desenvolvimento ou pós desenvolvimento?

“Há décadas o mundo persegue um fantasma que não consegue agarrar, e esse desenvolvimento resulta perverso, já que inclusive os países desenvolvidos estariam mal desenvolvidos. Estamos em um sistema capitalista não está gerando as condições para resolver os problemas sociais e econômicos ou para ter uma relação harmoniosa com a natureza”

Cidades rebeldes

Pouco mais de um mês depois das emblemáticas marchas de junho, que levaram milhares de pessoas às ruas de várias cidades do Brasil, aparecem algumas ações editoriais cujos objetivos centrais são tentar alcançar alguma compreensão dos protestos e indicar que possíveis desdobramentos eles terão.

Debate Alternativas ao Capitalismo

Lançamento do livro “Alternativas ao capitalismo/colonialismo del siglo XXI”, em 2 de setembro de 2013, com as participações de Alberto Acosta, ex-ministro de Minas e Energia do Equador, o filósofo Paulo Arantes (USP), Valter Pomar, dirigente do PT e do Foro de São Paulo, a cientista social Camila Moreno e a ativista colombiana Sandra Rátiva

1 50 51 52 53 54
Input your search keywords and press Enter.