Revista Biodiversidade



Direitos: o centro do debate no campo

Uma das mais tradicionais publicações sobre política e direitos das populações do campo na América Latina ganha nova versão em português.

Sementes

Por Fundação Rosa Luxemburgo

Acaba de se relançada no Brasil a versão em português da revista Biodiversidade, Sustento e Culturas, publicação trimestral de informação e debate sobre a diversidade biológica e cultural para a subsistência das comunidades e culturas nos territórios na América Latina. Criada em meados da década de 1990, a revista discute temas como uso e conservação da biodiversidade, o impacto de novas biotecnologias, patentes e políticas públicas, entre outros, e procura ser um elo entre aqueles que trabalham para a gestão popular da biodiversidade, diversidade cultural e autogoverno, como populações indígenas e afro-americanos, camponeses, pescadores etc.

Neste primeiro número de 2018 da revista Biodiversidade em português, o debate central é o tema dos Direitos – direitos sobre a terra e o território, direitos humanos, direitos das mulheres, dos povos e da população tradicional, da natureza, etc. A discussão é ampliada para o âmbito global ao tocar nas negociações capitaneadas pela Organização Mundial do Comércio (OMC) e seus impactos sobre as comunidades locais, vítimas de uma série de violências físicas, econômicas, culturais e territoriais.

Editada por organizações de 10 países latino-americanos, como Centro Ecológico (Brasil), Grain (Argentina), Base-IS (Paraguai) e Acción Ecológica (Equador), a revista Biodiversidade tem quatro edições ao ano.

Clique aqui para ler a revista na íntegraRB 1