Urgências! “Terra”

By | 03 03UTC março 03UTC 2017

Os encontros da série URGÊNCIAS! são uma plataforma de discussão sobre questões contemporâneas organizada pelo Goethe-Institut São Paulo e o P.A.C.A. (Programa de Ações Culturais Autônomas).  Cada edição conta com a presença de convidados, cuja atuação vem se destacando nacional e internacionalmente nos campos específicos dos debates propostos. Já foram discutidos temas como mídia e política, esquerdas e educação. Em 2017, as atividades contam com a parceria da Fundação Rosa Luxemburgo.

urge1

O primeiro tema a ser abordado neste novo ciclo será a terra. Seja como composto mineral e orgânico, seja com o significado de chão, solo, território, país, nação, pátria, lugar de onde se vêm, onde se nasceu.

Cercas, checkpoints, paredes, muros, grades, barreiras, fronteiras, guaritas, prisões, alfândegas, colônias, demarcação, arames farpados, cercas elétricas, campos minados, câmeras de vigilância, territórios ocupados, drones, passaportes, escrituras, propriedades, exílio, expulsões, execuções, migração, imigração, desalojamentos, ordens judiciais, liminares, reintegração de posse.

Para alguns a Terra é determinada pela sua total disponibilidade, pelo potencial de lucro sobre a terra e também sobre o mar e o ar, pela capacidade de extração, pelo estatuto de propriedade que supostamente atribui ao proprietário o direito de poder virtualmente fazer o que bem entender com sua posse.

Para muitas, terra significa vínculo afetivo e pertencimento, ancestralidade e tradições, comunhão e comunidade, convivência e socialização, subsistência e resistência, moradia, responsabilidade e deveres, sacralidade e exercício ético da existência – bem viver –, cuidado de si e de outrem. Para essas, terra é língua, pele-carne-osso, é de onde se vêm e para onde se vai. Direito à terra, direitos da Terra.

Convidadxs

Daiara Tukano é defensora de direitos humanos, pertence ao povo indígena Tukano da amazônia, é professora, Artista Plástica, Militante Indígena e Feminista, atualmente é correspondente política da Rádio Yandê, a primeira rádio indígena do Brasil. Cursa mestrado em Direitos Humanos pesquisando sobre direito à verdade e memória indígena no ensino fundamental brasileiro. Reside em Brasília, Distrito Federal, Brasil.

Erica Malunguinho é das artes, da educação e das culturas. Profissionalmente, dedicou-se às pedagogias culturalistas na formação de professorxs e arte educadorxs; foi agente cultural, idealizou e administra a Aparelha Luzia espaço de artes e culturas negras. É membra colaboradora do núcleo amanar da Casa das Áfricas e do Grupo de Articulação Política Preta (GAPP). É mestra em estética e história da arte pela Universidade de São Paulo.

Flávio Donizete da Costa é professor de Língua Portuguesa do Ensino Municipal de São Paulo e Sacerdote de Umbanda Bàbákekere no Ilê Aşè Alaketú Oba Ofá Omi.

Renato Cândido Ramos é estudante de Educação Física e Bàbálòrìşà do Ilê Aşè Alaketú Oba Ofá Omi.

Ruth Camacho atua como advogada. Foi orientadora jurídica no Centro Pastoral do Migrante/ Missão Paz entre 1993 e 2013. Fundadora da Presença América Latina(PAL) e da Associação Cultural Folclorica Brasil – Bolívia. Atualmente atua na Associação dos Comunicadores Bolivianos no Brasil (Ascombolbra).

Hasan Zarif, brasileiro-palestino, representante do “Movimento Palestina para Todos”, (MOP@AT).

“Urgências!” integra a programação do Episódios do Sul, projeto que pensa outros modos de ver a arte, ciência e cultura sob pontos de vistas não eurocêntricos.

 


Serviço

Urgências! “Terra”
Data: 11 de março de 2017
Local: Rua Lisboa, 974 – Pinheiros
Horário: 10 – 18 h
Evento gratuito
Necessária inscrição prévia gratuita através do email: cultura@saopaulo.goethe.org
Limite de 60 vagas