Cooperativismo de plataforma



Tecnologias livres contra a uberização do trabalho

Por Daniel Santini

Em meio aos impactos da aprovação da terceirização na Câmara dos Deputados, da perspectiva de desmonte da Previdência Social e do cancelamento de garantias mínimas trabalhistas, tentar compreender e refletir sobre as novas formas de organização do trabalho é fundamental. Neste sentido, além das ameaças representadas pelas diferentes reformas na pauta conservadora apresentada no Congresso Nacional, é preciso considerar também o impacto direto de novas tecnologias nas relações laborais, as mudanças já concretizadas, os limites e possibilidades futuras.

É esse o contexto em que as editoras Autonomia Literária e Elefante, e a Fundação Rosa Luxemburgo convidam para um bate-papo sobre economia do compartilhamento e o fenômeno da uberização das profissões. O debate acontece na próxima segunda-feira, dia 3 de abril, no Ateliê do Gervásio, Bixiga, São Paulo. Na ocasião, será lançado o livro Cooperativismo de Plataforma – Contestando a economia do compartilhamento corporativa, de Trebor Scholz. A ideia é discutir não só a multiplicação de aplicativos proprietários em um novo mercado controlado por poucas empresas transnacionais, marcado pela concentração econômica, precarização e desregulamentação do trabalho, mas também alternativas e o potencial do uso de tecnologias livres e plataformas cooperativas.

cooperativismo_lancamento_

Cooperativismo de plataforma
O autor, Trebor Scholz, é escritor, artista e professor de cultura e mídia digital da The New School, de Nova Iorque. O livro foi traduzido por Rafael Zanatta, mestre em Direito pela Universidade de São Paulo e em Direito e Economia Política pela Universidade de Turim, na Itália, e pesquisador em direitos digitais e telecomunicações no Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Durante o lançamento, ambos apresentarão os principais conceitos do livro, comentando episódios recentes e exemplos concretos. Rafael Zanatta estará presente no auditório e Trebor Scholz participará por meio de videoconferência.

Para trazer mais elementos sobre a experiência na construção de modelos alternativos à economia do compartilhamento e um pouco da realidade fora do Eixo Rio-São Paulo, também participará Rodrigo Souto, Graduado em Ciência da Computação UFBA, desenvolvedor e integrante da Cooperativa de Trabalho em Tecnologias Livres (Colivre), organização baseada em Salvador, na Bahia. A mediação da conversa será feita pela escritora Ana Rüsche, que, com Daniel Santini, é autora do prefácio da edição brasileira.  

A proposta é de refletir sobre as mudanças em curso em diferentes mercados de trabalho e setores. Mais do que se render passivamente às comodidades da economia de compartilhamento, ou simplesmente criticá-la sem apresentar alternativas, é preciso compreender seus impactos e limitações. Ou, como questiona o autor do livro, Trebor Scholz, autor do livro, aceitar que “daqui a trinta anos, quando enfrentaremos o fim das profissões e mais empregos serão ‘uberizados’, podemos muito bem acordar e imaginar por que não protestamos contra essas mudanças. Podemos sentir remorso por não termos buscado alternativas, mas não podemos mudar o que não entendemos”.

cooperativismo_de_plataforma_layout_3D-600x600COOPERATIVISMO DE PLATAFORMA
Lançamento do livro em bate-papo com Rafael Zanatta, responsável pela tradução e comentários à edição brasileira, e conexão com Trebor Scholz, o autor, direto de Nova Iorque, e com Rodrigo Souto, desenvolvedor de software livre e integrante da Colivre – Cooperativa de Trabalho em Tecnologias Livres. Mediação: Ana Rüsche
Data:
3 de abril de 2017, segunda-feira
Horário: a partir das 19h
Local: Ateliê do Gervásio
Endereço: Rua Conselheiro Ramalho, 945, Bixiga, São Paulo (SP)
Realização: Autonomia Literária, Elefante Editora e Fundação Rosa Luxemburgo