Nunca Mais – Nie Wieder

FacebookTwitterTelegramPrint

Iniciativa alemã-brasileira Nunca Mais – Nie Wieder organiza série de eventos lembrando a ditadura militar no país.

No dia 31 de março de 2014, completaram-se 50 anos do Golpe militar no Brasil. Para relembrar os anos de chumbo, a iniciativa alemã-brasileira Nunca Mais – Nie Wieder organiza, de 14 de março a 2 de julho, uma série de atividades, como workshops, palestras com especialistas e testemunhas da época e mostras de filmes e fotos, entre outros, com o objetivo de aprofundar as leituras sobre o período da ditadura militar, lembrando e discutindo a época de repressão, perseguições e o “desaparecimento” de opositores do regime. As atividades estão acontecendo nas cidades de Berlim, Colônia, Bonn, Frankfurt (Main), Leipzig, Hamburgo e Bielefeld, na Alemanha, e em São Paulo e no Rio de Janeiro, no Brasil.

Um dos focos do evento é a análise das estreita relações politico-econômicas entre a Alemanha e o Brasil durante a ditadura. Quem foram os amigos alemães dos militares? Quem apoiou os perseguidos políticos brasileiros exilados na Alemanha? Qual o papel do acordo nuclear de 1975 entre os dois países, ainda em vigor, e o estado atual das políticas energéticas bilaterais?

 

Ausencia2

Outro destaque das Jornadas Nunca Mais foi a exposição «Ausências – Abwesenheiten» do fotógrafo argentino Gustavo Germano, sediada na Fundação Rosa Luxemburgo em Berlim. O projeto apresenta fotografias de desaparecidos políticos ainda em seus ambientes familiares no período anterior à ditadura. Marcante e emocionante é a sua ausência nas fotos feitas 30 ou 40 anos depois que reproduzem cenas similares às originais.

 A abertura da exposição também foi acompanhada pela Globo News, que mostrou sua matéria no Jornal das Dez.

Fotografias da exposição Ausências podem ser vistas aqui.

 

Aqui a programação das Jornadas Nunca Mais em São Paulo e Rio de Janeiro.